Angola participa na primeira Conferência Ministerial Itália-África

Angola participa na primeira Conferência Ministerial Itália-África

Angola vai participar na primeira Conferência Ministerial Itália - África a ter lugar na quarta-feira, em Roma, com uma delegação encabeçada pelo ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, que chegou hoje à capital italiana.

À chegada, o ministro das Relações Exteriores foi saudado pelos embaixadores de Angola junto do Estado italiano, Florêncio de Almeida, e junto da Santa Sé, Armindo do Espiríto Santo.

Cerca de 50 delegações de países africanos são esperadas em Roma, para participarem neste evento, que será inaugurado pelo Presidente da República Italiana, Sergio Mattarella.

A conferência contará também com representantes permanentes dos estados africanos junto da ONU em Nova Iorque e responsáveis de 15 organizações internacionais do Sistema das Nações Unidas e Regionais.

O evento, o primeiro organizado pela Itália com os estados africanos, compreenderá quatro painéis temáticos, nomeadamente “Sustentabilidade económica Itália - África, os desafios para um crescimento comum”, “Sustentabilidade social e ambiental - Ambiente e desenvolvimento social. Agenda 2030, e uma nova abordagem integrada” e “Sustentabilidade do fenómeno migratório - para um novo modelo de diálogo”, “Paz e segurança - Peace keeping, peace building e ownership Africana”.

O chefe da diplomacia angolana intervirá no painel I, relativo à sustentabilidade económica.

A Conferência, que se pretende periódica, enquadra-se na nova visão da política italiana para a África, lançada em 2014 pelo presidente do Partido Democrático (PD) e primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi.

Na cerimônia de abertura intervirão também o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional, Paolo Gentiloni, e o ministro dos Negócios Estrangeiros do Tchad, Moussa Faki Mahamat, na qualidade de presidente em exercício da União Africana.

Antes do encerramento, pelo primeiro-ministro italiano, usarão da palavra a presidente da Comissão da União Africana, Dlamini Zuma, o comissário da União Africana para a Paz e Segurança, Smail Chergui, o comissário para a Energia, Elaham Ibrahim, o director-geral da FAO, José Graziano da Silva, e o presidente do Fundo para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Kanyo Nwanze, entre outros.

Hoje à noite, Chikoti participa num cocktail oferecido pelo ministro dos Negócios Estrangeiros italiano aos seus homólogos africanos.

A Itália foi o primeiro país da Europa ocidental a reconhecer a independência de Angola, a 18 de Fevereiro de 1976, três meses depois da independência, proclamada a 11 de Novembro de 1975. E a 4 de Junho de 1976 foram oficialmente estabelecidas relações diplomáticas entre os dois Estados.

Matteo Renzi foi o primeiro chefe de Governo italiano a efectuar uma visita oficial a Angola, em Julho de 2014, e o Presidente José Eduardo dos Santos deslocou-se à Itália, pela terceira vez, em Julho de 2015.

0 Comentários

Deixe um Comentário

  • Was this helpful?

  • No Very
  • Enter Word Verification in box below •

    Captcha Image

Sobre Nós

A representação do Consulado Geral de Angola abrange nove Estados arnericanos, desde do Sudeste ao Sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente os Estados da Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Florida, Georgia, Louisiana, Mississippi, Novo Mexico, Oklahoma, Tennessee e Texas.

Phone: 1-713 212 3840

Nossa Equipe

Copyright © 2015 | Elite Management Solutions